PROJETO PREVÊ A SUSPENSÃO DA BOLSA DE VALORES EM RAZÃO DO CORONAVÍRUS


O deputado federal Paulo Ramos (PDT-RJ) defende que as atividades no mercado de ações, títulos ou valores mobiliários sejam suspensas no Brasil, por pelo menos 120 dias, como forma de conter a disseminação da Covid-19. É o que estabelece o projeto de lei 1498/20, de autoria do parlamentar, que tramita na Câmara dos Deputados. Caso a suspensão seja aprovada, ficarão mantidos os títulos já negociados.

A norma, de acordo com o deputado, visa preservar a vida de operadores e demais trabalhadores do mercado financeiro que também devem permanecer em casa e evitar contaminar a si outras pessoas, além de conter as constantes quedas dos ativos em negociação. “Essa tendência causada majoritariamente por movimentos de especulação que provavelmente já não correspondem à realidade econômica do país, podendo retroalimentar o pânico em torno de uma paralisação brutal da economia brasileira”, avalia.

Paulo Ramos diz que o sistema financeiro internacional criou uma espécie de arapuca. “Qual a explicação para o dólar está a R$6? Os juros descem, o dólar sobe. As ações nas bolsas de valores sofrendo variações. Um verdadeiro cassino. Não é possível que estejam ganhando rios de dinheiro nas bolsas de valores enquanto outros perdem. A mesma coisa o dólar. O Brasil tem dívidas em dólar.

O dólar subindo, o país perde muito. Qual a razão do câmbio ser flutuante? Quem é que determina isso? A pandemia do coronavírus, lamentavelmente, com toda a tragédia, está nos obrigando a debater o sistema financeiro internacional. Os fundamentos do capitalismo. É preciso debater para que depois da pandemia se crie um novo modelo sem exclusão”. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Compartilhe: