PROJETO DE LEI TORNA OBRIGATÓRIO INCLUIR TESTE DA COVID-19 EM EXAMES REALIZADOS EM UNIDADES DE SAÚDE DO PAÍS

Instituições públicas e privadas de saúde, inclusive os laboratórios, podem ser obrigadas a incluir o teste para o novo coronavírus nos exames de sangue realizados nas unidades. É o que estabelece o projeto de lei 2733/20, de autoria do deputado federal Paulo Ramos (PDT-RJ), apresentado na Câmara dos Deputados.

O parlamentar explica que os resultados dos exames devem ser encaminhados a uma central, com um banco de dados, capaz de, a partir do conhecimento, contribuir para o enfrentamento da Covid-19 e a elaboração de políticas públicas que promovam a saúde da população e poupem vidas. “A pandemia assustadora imposta pelo coronavírus exige medidas que mobilizem todos os agentes, públicos e privados, que podem e devem contribuir com políticas públicas capazes de reduzir as consequências perversas já verificadas”, avalia Paulo Ramos.

De acordo com a norma, o governo federal deverá tomar as medidas necessárias para implementar a obrigatoriedade, bem como destinar recursos orçamentários para a colocar em prática. O Poder Executivo poderá ainda aproveitar infraestruturas já existentes para assumir a coordenação dos dados informados por estados e municípios.

Mais Notícias

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Share on telegram
Compartilhe no Telegram
Share on email
Compartilhe no E-mail
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Share on google
Compartilhe no Google+

Deixe um Comentário

2 comentários em “PROJETO DE LEI TORNA OBRIGATÓRIO INCLUIR TESTE DA COVID-19 EM EXAMES REALIZADOS EM UNIDADES DE SAÚDE DO PAÍS”

  1. Luiz Carlos Ribeiro da Silva

    Muito boa a iniciativa, com isso o estado vai poder ter o controle das pessoas que já foram infectadas, e vai possibilitar flexibilizar a quarentena. Muito bom mesmo o seu projeto, parabéns Deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *