MP-RJ encaminha ao GAEMA representação do deputado PAULO RAMOS para investigar consulta pública e processo de privatização da CEDAE

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MP-RJ), em resposta à representação protocolada pelo deputado federal Paulo Ramos (PDT-RJ) contrária ao processo de privatização da Cedae iniciado pelo governo do Estado, encaminha o inquérito ao Grupo de Atuação Especializada de Meio Ambiente do MP (GAEMA) por se tratar de matéria relacionada ao meio ambiente. No dia 22 de junho, o MP instaurou inquérito civil para investigar a regularidade da consulta pública bem como a legalidade dos requisitos formais do edital de concorrência para a concessão dos serviços públicos da Companhia Estadual de Águas e Esgotos.

O promotor Pedro Fortes esclarece, em despacho, que já existe inquérito em curso no GAEMA com o objetivo de assegurar que o processo de consulta pública de privatização da Cedae fosse adequado para a efetiva discussão dos temas ambientais ligados aos planos metropolitano e municipais de abastecimento de água e esgotamento sanitário. O órgão, inclusive, recomendou o adiamento do termo final da consulta pública e da audiência pública, para que a discussão fosse ampliada e não fossem, exclusivamente, eletrônicas. A expectativa é que a denúncia do parlamentar seja juntada ao inquérito do órgão.

O deputado Paulo Ramos incluiu à representação abaixo-assinado de moradores da Mangueira, Vila Portuária, Maricá, Saúde, Boa Vista e Vila Aliança. No documento, eles solicitam que lhes seja garantida a participação nas audiências públicas, uma vez que a água é questão de sobrevivência da comunidade. Os moradores cobram que elas sejam realizadas de modo presencial após o término da pandemia de coronavírus.

Privatização

O atual governo tem a expectativa de lançar o edital no terceiro trimestre do ano para que o leilão aconteça até o final de 2020. No dia 9 de junho, deu início a uma consulta pública que terá o prazo de vigência de 30 dias. Para o parlamentar, a desestatização agride a soberania e não garante o acesso de todos à água. Ele também contesta que o processo seja realizado em meio a pandemia do coronavírus.

  • É curioso o governo lançar uma consulta pública de processo de concessão da Companhia à iniciativa privada e realizar duas audiências públicas por meio de um aplicativo. Grande parte da população tem dificuldade de acesso às plataformas digitais, o que impossibilita o alcance às audiências. A privatização terá um impacto direto na vida de toda população. É indiscutível a importância da Cedae e o quanto a privatização pode ser prejudicial. É inadmissível que em meio a uma pandemia isso seja discutido já que boa parte da população não poderá participar – avalia Paulo Ramos.

Clique abaixo para acessar os documentos na íntegra:

encaminhamento-de-documentacao-gaema-cedae

of-341-20-deputado-federal-pauloramos-pdt-rj-cedae

Mais Notícias

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Share on telegram
Compartilhe no Telegram
Share on email
Compartilhe no E-mail
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Share on google
Compartilhe no Google+

Deixe um Comentário

3 comentários em “MP-RJ encaminha ao GAEMA representação do deputado PAULO RAMOS para investigar consulta pública e processo de privatização da CEDAE”

  1. MUITO BOM TRABALHO PAULO RAMOS !!!

    CONTINUE ASSIM, lutando pelo povo do Rio e pelo que é dele !!!
    Estão querendo privatizar a CEDAE e não querem nem dar a oportunidade da população dizer, através da consulta pública PRESENCIAL, o que acha disso !!!
    O POVO DO RIO ESTÁ COM VOCÊ !!!

    ESTAMOS ATENTOS TAMBÉM !!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *