Governo privilegia banqueiros em prejuízo da força do trabalho

O governo federal, por meio do Banco Central, injetou R$ 1,2 trilhão nos bancos para facilitar empréstimos na pandemia. Os bancos dificultaram o acesso ao crédito e aumentaram a taxa de juros, o que ajudou a quebrar pequenas e médias empresas.

Após 100 anos, a Ford deixa o Brasil e aumenta investimentos na Argentina. O governo não negocia com a Ford, Sony, Mercedes e mais cinco mil indústrias que fecharam nos últimos dois anos.

Para os amigos banqueiros, tudo. Para salvar empregos nesse período de crise e desemprego, nada.

Mais Notícias

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Share on telegram
Compartilhe no Telegram
Share on email
Compartilhe no E-mail
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Share on google
Compartilhe no Google+

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *