CPI QUE VAI INVESTIGAR VAZAMENTO ÓLEO NO NORDESTE É INSTALADA NA CÂMARA FEDERAL

O deputado federal Paulo Ramos (PDT-RJ) participou, no dia 27 de novembro, da sessão de instalação da CPI que vai investigar a origem do vazamento de óleo que atinge praias do Nordeste e do Sudeste do país. A CPI pretende ouvir as autoridades envolvidas na investigação, cientistas e “todos que militam na causa ambiental”. A comissão será composta de 34 membros titulares e igual número de suplentes. O grupo foi criado para acompanhar os desdobramentos do vazamento

Os primeiros convidados para discutir o assunto com os deputados serão os ministros de Meio Ambiente, da Saúde e da Defesa; dirigentes da Marinha, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBIO), do Greenpeace e da Polícia Federal.

De acordo com o levantamento divulgado, na terça-feira (26), pelo Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), desde agosto, manchas de óleo apareceram em mais de 779 locais do litoral brasileiro. Ainda não se sabe a origem nem os responsáveis pelos vazamentos de óleo. Foram mais de 2,5 mil km de litoral atingidos.

Entenda o caso

As primeiras manchas de óleo apareceram no litoral da Paraíba no fim de agosto. Logo atingiriam trechos de praias nos nove estados do Nordeste. O Ibama já detectou a presença de fragmentos de óleo cru em quase 800 pontos do litoral, inclusive em praias dos estados do Espírito Santo e do Rio de Janeiro, na região Sudeste.

Até agora, a Marinha não identificou a origem do vazamento. Voluntários e uma força-tarefa de vários órgãos públicos trabalham no recolhimento do óleo. Alguns voluntários apresentaram problemas de saúde ao manter contato com o material. O impacto da contaminação para a saúde humana e a economia das cidades litorâneas ainda é incalculável.

Mais Notícias

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Share on telegram
Compartilhe no Telegram
Share on email
Compartilhe no E-mail
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Share on google
Compartilhe no Google+

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *