Comissão do Trabalho fará audiência pública sobre as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores na pandemia da Covid-19

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Compartilhar no email
Compartilhar no print

A Comissão de Trabalho da Câmara dos Deputados aprovou, hoje (15/06), requerimento do deputado federal Paulo Ramos (PDT-RJ) para a realização de mais uma audiência pública com o objetivo de debater as dificuldades enfrentadas pelos trabalhadores e os efeitos da pandemia da covid-19 nas rotinas laborais. “No dia 27 de maio, iniciamos um excelente debate nesse sentido. É necessário ampliarmos. Os trabalhadores do início da terceira década do século XXI assemelham-se cada vez mais aos antepassados do século XIX. A pandemia agravou a situação, acelerando a informalização, a precarização do mercado de trabalho e o desemprego”, avalia o parlamentar.

Paulo Ramos acrescentou que as medidas de distanciamento e isolamento social adotadas para conter a disseminação do vírus, tiveram profundo impacto no cotidiano dos trabalhadores. “Os procedimentos operacionais das atividades que se mantiveram presenciais foram alterados de modo abrupto, assim como a necessidade de adaptação a novas competências demandas. Além disso, profissionais de setores essenciais submetem-se a rotinas mais estressantes, pois precisam adotar medidas de segurança para não se contaminar e/ou algum familiar”.

Nesta nova audiência, foram convidados os presidentes Nacional da Central Única dos Trabalhadores, Sérgio Nobre; da Força Sindical-FS, Miguel Eduardo Torres; da Central Geral dos Trabalhadores do Brasil, Ubiraci Dantas de Oliveira; Nacional da Ordem dos Trabalhadores do Brasil, Anderson Luna; da Central dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Brasil, Adilson Gonçalves de Araújo; da União Geral dos Trabalhadores, Ricardo Patah; da Central Unificada dos Profissionais Servidores Públicos do Brasil, João Domingos dos Santos; da Nova Central Sindical de Trabalhadores, José Reginaldo Inácio; da União Sindical dos Trabalhadores, Carlos Borges; e do Sindicato Nacional dos Auditores-Fiscais do Trabalho, Bob machado, além de um representante do Ministério Público do Trabalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Endereço do Gabinete em Brasília
Endereço do Escritório no Rio de Janeiro