Após solicitação do dep. Paulo Ramos, MPF determina que FNP é Sindipetro sejam ouvidos na investigação sobre a mudança no plano de saúde AMS da Petrobras

Em resposta a solicitação do deputado federal Paulo Ramos (PDT/RJ), o Ministério Público Federal (MPF), em despacho, determinou que a Federação Nacional dos Petroleiros (FNP) e o Sindicato dos Petroleiros do Rio de Janeiro – Sindipetro – sejam ouvidos na investigação que apura a decisão da Diretoria Executiva da Petrobras de mudar o modelo de gestão do plano de saúde AMS da Estatal.

O parlamentar é autor de representação no MPF contra a decisão e tomou conhecimento que, no Acordo Coletivo de Trabalho, a Federação Única dos Petroleiros utilizou a AMS como moeda de troca com a Petrobras. “Fato curioso é que, diante dessa “associação” entre a FUP e a PETROBRAS, houve um aumento que varia de 284% até 1100% na tabela da AMS a partir de Jan/2021 + 12% a partir de Mar/2021, sem falar no aumento das participações de 70 x 30% para 60 x 40% a partir de Jan/2021 e 50 x 50% a partir de Jan/2022 o que obrigará a pelo menos 100.000 participantes engrossarem as filas do SUS. Portanto, requeiro que todos possam ser ouvidos nesta investigação”, escreveu Paulo Ramos.

No mesmo despacho, o MPF, considerando a necessidade de reunir mais informações, prorroga o prazo de instrução deste Procedimento por 90 dias. “Após a manifestação da Petrobras, este Procedimento prosseguiu em comunicações com o TCU e com a FUP, tratando em especial do que interessa a este feito no Acordo Coletivo de Trabalho 2019/2020 e sobre o Pedido de Mediação Pré-Processual em trâmite no TST. Registro que, após contato com o novo advogado da FUP – Federação Única do Petroleiros, Dr. Celson Ricardo Carvalho de Oliveira, foi-lhe solicitado o envio, por escrito, de todas as alegações que sejam de interesse da FUP sobre este caso”, despachou Gustavo Magno, procurador da República.

clique no link para acessar o documento na íntegra.

Mais Notícias

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Share on telegram
Compartilhe no Telegram
Share on email
Compartilhe no E-mail
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Share on google
Compartilhe no Google+

Deixe um Comentário

4 comentários em “Após solicitação do dep. Paulo Ramos, MPF determina que FNP é Sindipetro sejam ouvidos na investigação sobre a mudança no plano de saúde AMS da Petrobras”

  1. Franciscano Ubiratan de Souza Maria Margarida de Souza

    Querem acabar com a assistencia médica dos trabalhadores Petrobras, os aposentados são os que mais precisam dessa assistência, já estamos pagando caro pelos desmandos na Petros, e agora esse aumento absurdo na AMS, não vamos aguentar

    1. Boa Noite Franciscano.
      Por isso temos que unir toda a classe, para conter esses absurdos.
      Estou a disposição. Vamos juntos nessa luta.
      Para qualquer dúvida segue meu WhatsApp (21) 98349-9123

  2. Manoel Gomes Cavalcante

    Bom dia! É lamentável mais a Petrobrás e a PETROS só sabem retirar dinheiro dos aposentados e assistidos, não se satisfazem em estar obrigado agente pagar uma divida do equacionamento que nós não conhecemos e nem fizemos. Não deixaram roubar a Petrobrás é a mentora dessa desgraça toda, então ela que pague. Os funcionários e assistidos já não aquenta mas de tanta picaretagem, é vem aí mais desconto extra da AMS agora em novembro de 2020, agente passando por uma triste situação dessa e vem mais desconto, e uma das maiores covardia que uma empresa do porte da Petrobrás pode fazer com os seus aposentados e assistidos. Eu só sei dizer que quem planta um dia cole é inevitável. Que Deus nos proteja desses canalhas!

    1. Boa noite Manoel. Com certeza meu amigo.
      Por isso estou nessa luta, para que os aposentados e assistidos da Petrobras, não sejam prejudicados.
      Para qualquer dúvida segue meu WhatsApp (21) 98349-9123

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *