56ª LEGISLATURA: CONHEÇA A NOVA BANCADA PEDETISTA NA CÂMARA DOS DEPUTADOS

 

PDT na Câmara
Vinte e oito deputados do PDT tomaram posse no início da 56ª Legislatura da Câmara dos Deputados. Nos próximos quatros anos, os parlamentares vão reforçar a atuação pedetista em defesa dos trabalhadores, da educação, da saúde e da soberania nacional, pelo desenvolvimento do País.

A representação feminina da legenda aumentou. O PDT conta agora com três deputadas: Flávia Morais, que se reelegeu por Goiás, e as novatas Silvia Cristina (RO) e Tabata Amaral (SP). Entre os deputados reeleitos que estiveram em exercício na última legislatura, estão André Figueiredo (CE), atual líder na Casa; Sérgio Vidigal (ES); e Pompeo de Mattos (RS), presidente da Comissão de Legislação Participativa. Gustavo Fruet (PR), Paulo Ramos (RJ) e Flávio Nogueira (PI) voltam à Câmara para um novo mandato.

Com uma renovação de quase 55% do seu quadro, o partido chega a esta legislatura com um número de deputados 40% maior em relação à última legislatura (55ª), quando 20 parlamentares integravam a bancada pedetista. Sua principal missão é encarar o desafio de ser oposição ao Governo de forma responsável, em prol de todos os brasileiros, contra todo tipo de retrocesso.

 

PAULO RAMOS

Eleito pelo Rio de Janeiro, Paulo Ramos volta à Câmara para seu terceiro mandato. Nascido em Realengo (RJ), é oficial da reserva da PM, advogado, administrador de empresas e especialista em políticas públicas pela UFRJ. Sua trajetória política iniciou-se na década de 1960, quando teve destacada participação na luta contra a ditadura, pela anistia e pela redemocratização do país.

Em 1998, foi eleito deputado estadual no Rio de Janeiro, sendo reeleito para outras quatro legislaturas: 2002, 2006, 2010 e 2014. Na Alerj, presidiu as comissões de Servidores Públicos, de Assuntos Municipais e Desenvolvimento Regional e de Trabalho, Legislação Social e Seguridade Social. Também presidiu as Comissões Parlamentares de Inquérito que apuraram a violência contra policiais, o desdobramento da recuperação judicial e da falência da Varig e a venda de ativos da Petrobras.

Ao longo de quase vinte anos como deputado estadual, tornou-se grande defensor das diversas categorias de servidores públicos, apoiando a sua luta por melhores planos de cargos e salários e condições de trabalho.

Deputado federal entre 1987 e 1995, foi considerado Constituinte Nota 10 pelo DIAP, por ter defendido e votado favoravelmente aos direitos dos trabalhadores.

Fonte: Site do PDT Nacional

Mais Notícias

Share on facebook
Compartilhe no Facebook
Share on twitter
Compartilhe no Twitter
Share on whatsapp
Compartilhe no Whatsapp
Share on telegram
Compartilhe no Telegram
Share on email
Compartilhe no E-mail
Share on linkedin
Compartilhe no Linkdin
Share on pinterest
Compartilhe no Pinterest
Share on google
Compartilhe no Google+

Deixe um Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *